“Dizem que os acadêmicos e os intelectuais devem ser neutros, mas não existe neutralidade no pensamento.”

Florestan Fernandes

25.6.09

Um dia para compor

Abrir a janela
pensar na vida
não se preocupar com a chuva que cai
esquecer a métrica

Enxergar e abraçar o amigo
decompor o dia
não me lembrar dos decassílabos
não entregar o peixe

Esquecer a métrica
apaixonar-se
deixar-se repetir
chorar
sentir
gritar
não me lembrar dos decassílabos

Apaixonar-se
esquecer a métrica
não entregar o peixe
deixar-se repetir.

Compor o dia descomposto:
fechar a janela
esquecer da vida
sair na chuva
pensar na métrica
ouvir o amigo
deixar-se repetir
apaixonar-se
entregar o peixe
Não/me/lem/brar/dos/de/cas/sí/la/bos!
entrar no dia e compor
chorar, sentir, gritar
deixar-se repetir.

Cléo Dais & Aguiar de Ramos

Nenhum comentário: